English Version
 
 
Viola Quebrada canta Cascatinha e Inhana
Viola Quebrada
Ref.:
RD167
Gravadora:
- Rob Digital
Valor:
de R$ 34,80 por R$ 16,40

Com roteiro da poetisa e escritora paranaense Etel Frota, o Grupo Viola Quebrada gravou novo DVD e CD em show onde
se debruça sobre o repertório de Cascatinha e Inhana dupla histórica que emocionou o Brasil durante décadas vendendo
milhões de discos. Em pouco mais de uma hora de música são mostradas canções como La Paloma, Índia, Anahy,
Sertaneja, Colcha de retalhos, Meu primeiro amor e Flor do Cafezal, entre outras, todas elas clássicos da música do
interior do Brasil. O roteiro do show segue o caminho romântico do encontro de Ana e Francisco, que se conheceram num
circo onde ele se apresentava cantando sambas no ano de 1941. Além de textos que permeiam o repertório há alguns
trechos de áudio dos próprios Cascatinha e Inhana contando alguma passagem de suas vidas. E o grupo Viola Quebrada
com sua formação instrumental onde estão presentes os violões, a viola caipira, a sanfona e as vozes feminina e
masculina consegue recriar com emoção este universo musical de Cascatinha e Inhana.

Sinopse

Como no começo de qualquer história de amor, Ana e Francisco se conheceram. Francisco cantava sambas de breque no
circo Nóviorque e Ana, a bem da verdade, nem deveria estar ali. Estava noiva. Mas quis o destino que, justo naquela
noite, Ana fosse dar uma volta na praça. Alguns meses depois, partia o circo, e Francisco levou Ana embora. O Brasil
ganhava a primeira e mais querida dupla sertaneja formada por um casal: Cascatinha e Inhana. E assim foram, cantando
em circos, parques de diversão, depois na Rádio Clube PRG8 de Bauru e Rádio Record. Daí para a frente, foi um sucesso
depois do outro. Em 51 o segundo disco da dupla sacudiu o mercado fonográfico vendendo 2 milhões e 500 mil cópias.
Foi uma longa carreira e um longo casamento de 40 anos até que no dia 11 de junho de 81, Ana foi ao cabeleireiro, com a
intenção de se enfeitar para as comemorações do Dia dos Namorados, no dia seguinte. Com 58 anos, 40 de casamento
com Francisco, calou-se, naquela tarde, a voz de Inhana. Cascatinha viveu mais 15 anos. Gravou sozinho, seguiu seu
caminho na música. Mas a dupla de apaixonados que apaixonou o Brasil acabava naquela véspera do Dia dos
Namorados.

Repertório:

1. La Paloma (Sebastian Yradier - versão: Pedro Almeida)
2. Fronteiriça (José Fortuna)
3. Índia (Manuel O. Guerreiro / J.A. Flores - versão: José Fortuna)
4. Só nós dois (Dora Moreno / Didi)
5. Anahy (J. Osvaldo Sosa Cordero - versão: José Fortuna)
6. Serra da Boa Esperança (Lamartine Babo)
7. Fazendinha do Indaiá (Nono Basílio)
8. Meu Pedaço de Sertão (João Pacheco)
9. Sertaneja (Rene Bittencourt)
10. Flor do cafezal (Luiz Carlos Paraná)
11. Eu vendo dois olhos (Milton Christofani)
12. Tema novo (João Pacífico)
13. Meu primeiro amor (H. Gimenez - versão: José Fortuna / Pinheirinho)
14. Casinha de Carandá (Nhô Pai / Bolinha)
15. Colcha de retalhos (Raul Torres)
16. Chuá... Chuá... (Pedro de Sá Pereira / Marques Porto / Ary Pavão)



 

 


Rob Digital
Rua Carlos Machado, 176 - Pólo Rio Audiovisual
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro
Tel: (21) 3042-2069 | (21) 3042-5253 | (21) 8222-2143 | Fax: (21) 3042-2069
contato@robdigital.com.br